Perspectiva

Como os dados das redes sociais influenciam as decisões das empresas e promovem mudanças sociais

Os dados das redes sociais, mais do que qualquer outra fonte de informações, revelam o que mais importa para as pessoas. Na última década, a empresa de análise de mídias sociais Crimson Hexagon (‎) vem avaliando as redes sociais em todo o mundo e usando os dados para produzir muitas pesquisas originais e informativas.

É por isso que as principais marcas mundiais, incluindo Amazon, Walmart, Starbucks, NBC Universal e Netflix, contam com os dados da plataforma de análise de mídias sociais da Crimson para obter insights sobre seus públicos, criar campanhas sociais eficazes e tomar decisões comerciais importantes.

Mas as mídias sociais são mais do que apenas marcas e empresas; as pessoas são o principal. Uma grande vantagem em aplicar a inteligência artificial a 1 trilhão de postagens em mídias sociais é a habilidade de identificar movimentos globais mais amplos. Uma das muitas tendências que a Crimson identificou é a influência crescente das mulheres como força econômica e política.

Ao analisar os dados das redes sociais, a Crimson mediu tudo, desde o apelo de Harley Quinn do Suicide Squad e a nova coleção de diferentes Barbies da Mattel até o que os fãs de Adele realmente acharam de "Hello", novo single da cantora.

Mas as estatísticas dos dados das redes sociais também ajudaram as mulheres no Reino Unido a superar problemas em relação à percepção do próprio corpo e melhorar a saúde, ajudaram um fabricante de instrumentos musicais líder do setor a atrair mais artistas do sexo feminino e avaliaram o impacto no cenário político de protestos como a Marcha das Mulheres dos EUA.

Veja três maneiras como a Crimson monitorou o crescimento do poder da voz das mulheres.

Vamos malhar

Quando a Sport England () quis saber por que as mulheres na Grã-Bretanha não se exercitavam mais, procurou a plataforma de análise de mídias sociais da Crimson para encontrar as respostas. A agência de esportes do Reino Unido já sabia que as mulheres britânicas no auge de suas vidas são significativamente menos ativas do que os homens. A pergunta era: como a agência poderia usar as mídias sociais para aumentar a participação feminina nos esportes?

Ao analisar milhões de Tweets, a Crimson identificou o principal motivo por trás da disparidade: medo de serem julgadas. As mulheres estavam preocupadas em serem vistas como não femininas ou muito competitivas e isso, consequentemente, fazia com que praticassem menos atividades físicas. Além disso, as mães se sentiam culpadas em passarem tempo longe de suas famílias para se exercitar.

Com a ajuda da pesquisa da Crimson, a Sport England lançou uma campanha nas mídias sociais e uma campanha tradicional usando a hashtag para ajudar as mulheres a repensarem suas atitudes em relação a esportes e atividades físicas e tentar fechar a lacuna entre os sexos nos esportes.

Cerca de 7,5 milhões de pessoas viram o lançamento da campanha em janeiro de 2015 , que incluiu anúncios na TV, um website e um identificador do Twitter dedicado () que tweeta incentivos e orientações para seus seguidores.

O impacto foi enorme e imediato: uma em cada três mulheres que viram a campanha disse que se tornou mais ativa. Depois da campanha , o número de mulheres no Reino Unido falando sobre a Sport England nas mídias sociais aumentou significativamente.

Em abril de 2015, as conversas femininas sobre jogar futebol superaram as que falavam sobre assistir futebol em mais de cinco para uma. Durante o mesmo mês, as conversas sobre treinos aumentaram vertiginosamente, com três vezes mais publicações do que antes da campanha. Embora uma série de fatores possa ter influenciado esse crescimento, teve claramente um grande impacto.

Procurando as heroínas das guitarras

Além de mudar o comportamento dos consumidores, as mídias sociais podem ajudar a identificar e atrair mais mercados distintos. Vejamos a música, por exemplo. Praticamente todo menino apaixonado por música sonha em se tornar um herói da guitarra, mas esse não é sempre o caso para as meninas. A Fender Musical Instruments Corp. (), uma das principais fabricantes de guitarras do mundo, queria mudar isso e pediu a ajuda da Crimson para analisar seus canais de mídias sociais e traçar uma estratégia para aumentar o apelo da Fender para seu público feminino.

"Um de nossos maiores objetivos como marca no momento é conseguir um pouco mais de equilíbrio entre os sexos", afirma BJ Carretta, ex-vice-presidente de marketing, mídia, comunicações e parcerias da Fender. "Nossos canais tendem a ser voltados para o público masculino. Estamos usando essas ferramentas para entender onde estão as mulheres guitarristas, sobre o que estão falando, quais são seus interesses e quais são as barreiras que as impedem de entrar em nossa comunidade".

Uma tática eficaz foi promover as mulheres que já estão compartilhando online seus talentos na guitarra e criar conteúdo original sobre elas. Outra tática foi criar a Girl Rock Nation (), uma comunidade para mulheres guitarristas de todas as idades e oferecer uma seleção organizada de instrumentos voltada ao público feminino.

A capacidade de monitorar as conversas acontecendo no Twitter por meio da Crimson Hexagon permitiu que a Fender alcançasse um novo segmento de mercado em que provavelmente não tinha se concentrado antes. Os dados ajudaram a empresa a identificar esse novo público com base em seus interesses, monitorando as conversas e concentrando-se no que é mais importante para elas.

Usando a plataforma da Crimson, a Fender pôde fazer consultas e captar o que seu público feminino desejava ver mais, formando uma forte opinião sobre como aumentar ainda mais o engajamento desse público.

Marchando pela alegria

Por fim, há o reino político. É aqui que a análise de sentimentos tem um papel fundamental. Saber como as pessoas se sentem pode ser um indicador preciso de como elas vão agir, estejam elas comprando uma guitarra ou votando para presidente.

Por exemplo, quando a Crimson Hexagon realizou a análise de sentimentos antes da eleição presidencial de 2016 dos EUA, medo e repulsa dominavam as conversas nas mídias sociais, sendo aproximadamente 60% dos sentimentos expressados.

No entanto, após a Marcha das Mulheres em janeiro, isso pareceu ter mudado. O sentimento de alegria teve um grande aumento. Enquanto alguns desses Tweets alegres provavelmente estavam correlacionados à posse do presidente, a análise de sentimentos da Crimson mostrou que uma porcentagem significativa estava relacionada à própria marcha.

A Crimson também capturou a reação do mundo. Uma em cada 10 publicações nas mídias sociais na Nova Zelândia era sobre a marcha, uma em cada quatro na Noruega e uma em cada três no Brasil. Até mesmo a Antártida entrou na medição.

Esse evento aconteceu tanto nas mídias sociais quanto nas ruas, gerando mais de 1,5 vez mais Tweets e Retweets do que a posse do presidente dos EUA, no dia anterior. Os manifestantes compartilharam centenas de milhares de fotos, vídeos e impressões do evento global, mas a publicação mais compartilhada foi a do ator Nick Offerman.

"Embora a Marcha das Mulheres tenha acontecido em Washington DC, podemos dizer que ela realmente aconteceu nas mídias sociais. Na verdade, as mídias sociais em geral e o Twitter, especificamente, ajudaram os organizadores da Marcha das Mulheres a amplificar a mensagem principal: os direitos das mulheres não são um problema de nicho que afeta somente um subconjunto da população. Isso é uma causa forte que engloba gêneros, países e raças".

"E, nos meses subsequentes à Marcha das Mulheres, vimos esse sentimento se espalhar ainda mais nas mídias sociais com a hashtag no Twitter. Juntas, e a Marcha das Mulheres deixaram claro que as mídias sociais não são simplesmente um lugar em que as pessoas podem participar de ativismos sociais, mas são um veículo essencial para ampliar o alcance e o impacto desses movimentos".

– Stephanie Newby, CEO da Crimson Hexagon

Quando você precisa descobrir como o mundo está pensando, recorre às mídias sociais. Quando deseja testar sua hipótese e entender a causa principal de dados e tendências, isso pode ser uma ferramenta importantíssima. E quando deseja entender esses dados e filtrar o sinal de todo o ruído, empresas como a Crimson Hexagon podem fornecer as respostas.

Os insights mais recentes direto para a sua caixa de entrada. Increva-se na nossa newsletter agora

Formulário de inscrição para o boletim informativo por e-mail de insights de marketing

Ao assinar, você concorda que poderemos enviar e-mail de marketing a você sobre os serviços do Twitter. Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento.